THIS CONTENT IS
CURRENTLY UNAVAILABLE

l

l

Análise Técnica ou Fundamentalista?

Escola de Investimentos      segunda-feira, 4 de abril de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Análise Técnica ou Fundamentalista?

Hoje a análise técnica e análise fundamentalista formam as duas principais e mais influentes escolas de tomada de decisão para investimento em ações. Qual delas você precisa para ser bem-sucedido em sua estratégia de investimentos e fazer a gestão eficiente de sua carteira de ações?

 


 

Não é possível falar em investimentos em ações sem passar pelas duas principais escolas de análise.  E não se trata de ideologia, é puro pragmatismo mesmo. O rápido movimento das bolsas, a alta volatilidade dos preços e as incertezas sobre os comportamentos futuros dos preços demandam que coloquemos alguma ordem no caos, se quisermos ser bem-sucedidos em nossos investimentos. E nesse momento é que entram as escolas de tomada de decisão.

Que tipo de análise devemos aprender, utilizar e qual a diferença entre as duas escolas, é o que vamos abordar neste artigo.

 

O que diferencia um analista técnico de um fundamentalista?

Em termos gerais, enquanto um analista técnico toma decisão de compra ou venda olhando para um gráfico, o fundamentalista começa pelas demonstrações financeiras da empresa que ele está avaliando. Vamos aprofundar esses conceitos:

 

O Analista Fundamentalista

Ao estudar um balanço, uma demonstração de fluxo de caixa ou de resultados, o que o analista fundamentalista está procurando determinar é o quanto realmente vale uma empresa. Em linguagem financeira, ele está tentando medir seu valor intrínseco.

Não é necessário ser formado em contabilidade para fazer esse trabalho de análise. Hoje em dia existem inúmeros sites que oferecem esse serviço gratuitamente, usando ferramentas online. Você precisa conhecer os indicadores relevantes e filtrar suas escolhas de compra com base neles.

Ao seguir essa abordagem, um analista fundamentalista torna suas decisões de investimento relativamente fáceis de serem tomadas: se uma ação está sendo negociada por um preço abaixo do seu valor intrínseco, ela está subavaliada, ou seja, está "barata" e portanto é um bom investimento.

No fundo, o que ele faz é seguir um método. O método é que toma as decisões por ele. Isso reduz enormemente o risco de que influências externas, principalmente emocionais, prejudiquem decisões que devem ser técnicas e racionais.

 

O Analista Técnico

Já o analista técnico acredita que não existe nenhuma razão prática para analisar os fundamentos de uma empresa, simplesmente porque estes fundamentos já estão representados no preço da ação. Os técnicos acreditam que todas as informações que eles precisam saber sobre uma ação podem ser vistas nos gráficos.

O analista técnico usa softwares que acompanham o mercado em tempo real ou após o fechamento da bolsa de valores, e refletem a movimentação dos preços em figuras ou linhas, que o analista usa para identificar padrões de comportamento e tendências.

O analista técnico também usa indicadores estatísticos, também embutidos nos softwares de análise gráfica, que o auxiliam a identificar indícios de tendências, reversões e dezenas de outras informações úteis.

 

O Horizonte de Tempo é Importante

Enquanto a análise técnica pode ser usada em um prazo de semanas, dias ou mesmo minutos, a análise fundamentalista, muitas vezes, olha para os dados ao longo de vários anos.

A análise fundamentalista é muito efetiva quando se levam em conta decisões de longo prazo. Estas decisões incluem, por exemplo, quais ações o investidor pretende comprar e manter em carteira por vários anos.

Os diferentes horizontes de tempo destas duas escolas é resultado da natureza das próprias informações que elas analisam. Pode levar um longo tempo até que o valor intrínseco de uma empresa esteja refletido no preço de sua ação. Já os preços negociados são refletidos nos gráficos em tempo real.

Embora a análise técnica e análise fundamentalista sejam vistas por muitos como coisas distintas, até opostas – a água e óleo das técnicas de investimento - muitos investidores do mercado têm obtido grande sucesso ao combinar as duas técnicas.

Nós, da Escola de Investimentos, recomendamos que analistas fundamentalistas usem técnicas de análise gráfica para identificar o melhor momento para comprar ou vender uma ação que ele tenha identificado que esteja subvalorizada, através de algumas informações financeiras da empresa.

Através de indicadores técnicos, ao identificar o melhor momento de comprar ou vender uma ação, o investidor melhora significativamente o potencial de ganho sobre o investimento realizado.

De forma análoga, analistas técnicos podem buscar nos fundamentos a validação para uma análise feita utilizando um gráfico. Por exemplo, se a análise do gráfico de preços de uma ação sugere compra, o investidor pode realizar a transação com muito mais segurança, com base nas principais informações financeiras da empresa.

Portanto, dispor tanto de fundamentos quanto de análise técnica pode melhorar muito o retorno de investimento em ações.

Este é o conhecimento que um bom investidor deve buscar sempre.

Termos de Uso | Política de Privacidade

© 2016 Escola de Investimentos. Todos direitos reservados

 

As informações, gráficos e exemplos contidos nesse Site e Blog possuem caráter apenas e tão somente educativo. Não devem, de nenhuma forma, serem entendidos como recomendação de compra ou venda de ações, ou de contratação de serviços de bancos ou corretoras.

Como uma Escola de Investimentos, nós não oferecemos recomendações de investimentos.